Vinte e seis pessoas de ONG estão eu autoisolamento após caso suspeito de coronavírus


Atualmente, 26 pessoas que trabalham para a ONG ‘Todos pela Educação’ estão em um regime de autoisolamento. Isso aconteceu depois que a presidente da organização, Priscila Cruz, apresentou alguns sintomas associados ao covid-19 (novo coronavírus), ainda na última segunda-feira (9).

Essa informação foi confirmada na última terça-feira (10), por João Marcelo Borges, o diretor de estratégia política da ONG citada durante uma entrevista coletiva. Entretanto, fora Priscila, ninguém mais manifestou sintomas da doença em questão. Os outros 25 membros da ONG estão em quarentena devido ao contato que tiveram com a diretora da organização.

Se mostra válido destacar que 20 membros da ONG citada trabalham na cidade de São Paulo. Entretanto, outros 6 vivem na cidade de Brasília. Porém, todos eles estão na capital do país nesse momento e os residentes de São Paulo estão hospedados em hotéis diferentes da cidade.

De acordo com João Marcelo Borges, os médicos que prestaram atendimento a Priscila foram capazes de identificar alguns sintomas similares aos do covid-19 e ela chegou a passar por exames para diagnosticar a doença. Porém, os resultados ainda não ficaram prontos e a previsão é que eles saiam somente nessa quarta-feira (11).

Após realizar os exames em questão, Priscila Cruz foi liberada pela equipe médica e, assim como os outros funcionários, ela está hospedada em um hotel de Brasília enquanto aguarda.

Fonte: Yahoo