Turistas em São Paulo esquecem celular carregando no apartamento e o pior acontece




Imagina a cena: você alugou um apartamento perto da praia para aproveitar o ano novo e também curtir as férias com família. Como vai à praia, não precisa levar o celular, então deixa carregando. Aí, quando volta para o apartamento, tudo está simplesmente pegando fogo! Foi o que aconteceu em um apartamento em Santos, no litoral de São Paulo, na última quinta-feira (2).

Durante a primeira semana de janeiro, muitas famílias estão na praia aproveitando as férias para voltar à rotina a partir desta segunda (6). E não foi diferente com uma família de turistas que alugou um apartamento no bairro de Pompeia, na cidade mais famosa do litoral paulista. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o grupo deixou o celular carregando no quarto e saiu do local. Na volta, as chamas já consumiam todo o imóvel. “Eles acabaram deixando o celular carregando em cima de um colchão e saíram. E ontem estava muito calor, então as paredes aquecem e fica propício para isso”, explica o cabo Pontes, do Corpo de Bombeiros de Santos.

Apesar do susto, nenhum morador do prédio saiu ferido pelo incêndio

Ele ainda aproveita para contar a verdadeira causa do acidente: “É uma sequência de coisas, mas podemos dizer que deu um curto-circuito: um colchão cheio de espuma pode ter dado uma fagulha. É que nem você deixar o carregador ligado na tomada sem o celular: além de dar choque, pode ocasionar um incêndio também, porque é quente e está passando energia”, completa. Quando o incêndio aconteceu, os moradores do edifício precisaram descer. Vale ressaltar que a Polícia Militar também compareceu ao local para dar apoio ao Corpo de Bombeiros. As chamas foram controladas rapidamente, e apesar do susto, ninguém se feriu.

O quarto onde o incêndio teve início e a sala do apartamento ficaram parcialmente destruídos, e um apartamento no andar de baixo também ficou superaquecido, mas não chegou a pegar fogo. Técnicos da Defesa Civil avaliaram o prédio e o apartamento e apontaram que não houve danos estruturais no imóvel e nem nos demais, apenas trincas nas paredes do próprio apartamento, ocasionadas pelo calor das chamas. A Polícia Civil solicitou exames periciais junto ao Instituto de Criminalística (IC) e o caso está sendo investigado como incêndio, no 7º Distrito Policial de Santos. Não há informações sobre o modelo do carregador em questão.

Fonte: UOL & Canal Tech