Regina Casé e TV Globo são condenadas a indenizar pais de vítima de câncer

Foto: Divulgação/TV Globo

A apresentadora Regina Casé e a TV Globo foram condenadas pela 1ª Vara Cível de São Paulo a indenizarem o encarregado de obras Vanderlei Velozo Miranda e Roseli Cristina da Silva Miranda, pais de Guilherme, menino de oito anos que morreu vítima de um tumor cerebral em 2015.

No mesmo ano do ocorrido a apresentadora exibiu no “Esquenta!” uma entrevista com a criança, feita segundo os pais, sem qualquer autorização, enquanto ele estava na brinquedoteca de um hospital.

Guilherme morreu 5 dias após conceder essa entrevista à TV Globo.

Vanderlei está pedindo R$ 3,949 milhões de indenização como indenização de danos materiais pelo uso indevido da imagem de Guilherme. Tanto a TV Globo como Regina Casé podem ainda recorrer contra a decisão.

“Como sempre defendido pela família, não houve autorização para a realização da entrevista, tampouco para exibição no programa e isso ficou devidamente comprovado no processo judicial”, disse o advogado ao UOL.

Fim do programa

Devido a uma baixa audiência alcançada nos domingos, devido o desgaste da atração e o fortalecimento do programa “Domingo Show”, da Record TV, a TV Globo optou por encerrar o “Esquenta!” em janeiro de 2017. Algo que foi muito lamentado pela apresentadora Regina Casé.

Grêmio x River Plate: Transmissão ao vivo do jogo pelo SporTV nesta terça 30/10/2018

Cine Espetacular 30/10/2018 – Carrie, a Estranha