Notícias Sebastião Muniz

Rayane teria ligado para a polícia antes de ser morta

Rayane teria ligado para a polícia antes de ser morta

O caso Rayane vem causando grande repercussão por todo o país. Desde que foi encontrado morta neste último domingo, dia 28/10, o desafio é encontrar os responsáveis.

Um fato novo vem dando o que falar: a jovem de 16 anos teria ligado para o número policial, 190, antes de ser executada.

A ligação ocorreu às 2h10, na madrugada de domingo, com duração de apenas 14 segundos, comunicou um investigador, que não quis se identificar, para a reportagem da Record TV. A jovem não teria conseguido completar a chamada, e nem mesmo avisar sobre o que estava acontecendo.

A investigação está apontando que, após a ligação, o celular de Rayane foi retirado de sua mão e jogado na mata. O telefone foi encontrado em um matagal em Jacareí, no Vale Ribeira.

Caso Rayane

A jovem desapareceu após ir embora de uma festa que estava acontecendo no bairro Botujuru, em Mogi das Cruzes, na região metropolitana da capital paulista, no último dia 20. Desde então, as buscas por ela começaram. Chegaram então os indícios de que Rayane teria passado por Jacareí, município do interior paulista. No dia seguinte disso, seu corpo foi encontrado com um cadarço no pescoço.

O corpo da adolescente já foi velado e enterrado na tarde desta segunda-feira, dia 29/10, em Mogi das Cruzes, São Paulo.

Sebastião Muniz

Sobre o autor | Website

Sebastião Muniz é formado em Marketing e Publicidade pela Unopar EAD. Por mais que tenha experiência em diversas empresas de outro gênero, está se dedicando ao jornalismo e mídias digitais.

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.

Este site usa cookies e outras tecnologias similares para lembrar e entender como você usa nosso site, analisar seu uso de nossos produtos e serviços, ajudar com nossos esforços de marketing e fornecer conteúdo de terceiros. Leia mais em Política de Cookies e Privacidade.