Preso em segurança máxima, Ronaldinho tem atendimento na cela por risco de coronavírus


O ex-jogador Ronaldinho Gaúcho, voltou a ser notícia nos últimos dias no Brasil e no mundo, onde foi preso no Paraguai, por portar documentos falsos.

O astro que foi preso, junto ao seu irmão, teve o pedido de prisão domiciliar negado. Ronaldinho agora está preso em um presídio de segurança máxima do Paraguai.

O advogado do famoso, diz que os documentos foram dados a eles por uma empresária e que eles não sabiam de sua autenticidade.

Outra questão que também foi notícia mundial, foi a nova epidemia, o coronavírus, que está se espalhando em todos os continentes.

Com o grande número de casos do no vírus se espalhando, os médico paraguaios foram até o presídio e visitaram, à cela do ex-jogador e de seu irmão, para verificar uma possível suspeita da doença.

Segundo informações oficias do Estado do Paraguai, a medida de proteção foi válida para todas as pessoas que estavam em presídios. Onde os médicos foram até as celas e mediram a temperatura dos mesmo e analisaram se havia algum sintoma da doença.

Outra medida que também foi feita para evitar que o vírus se espalhe, foi a suspensão de eventos que reunião muitas pessoas, como os shows.

Alguns locais também tiveram que fechar as portas, como os cinemas, teatros, cassinos e também os eventos esportivos com o futebol. O futebol porém continuará acontecendo, só não terá a presença do público.