Prefeito de Manaus: Bolsonaro é ”palhaço”, ”covarde”, ”cretino”, ”nojento”, ”analfabeto”, ”imbecil”, ”primata”


Jair Bolsonaro segue sendo criticado todos os dias poe internautas, famosos e outros políticos, por causa da sua postura em meio a pandemia do novo coronavírus no Brasil que tem matado quase mil pessoas por dia.

Bolsonaro já chegou a classificar a pandemia como uma ‘gripezinha’, e isso revoltou muitas pessoas. Ele também já mandou várias vezes a população ir para as ruas, e já fez manifestações, causando aglomeração de pessoas, que está sendo proibido segundo as recomendações da OMS.

O prefeito da cidade de Manaus, Arthur Virgílio Neto ficou furioso com Bolsonaro, chagou a chamar ele de “assassino indireto”, por incentivar ás pessoas saírem as ruas, desta forma violando o isolamento social.

Além de dar à pregação de Bolsonaro um conteúdo homicida, Virgílio verteu sobre ele uma quantidade amazônica de adjetivos, um mais depreciativo do que o outro: “Palhaço”, “covarde”, “cretino”, “nojento”, “analfabeto”, “imbecil”, “primata”.

A pandemia fez Virgílio se tornar um dos políticos que mais crítica Bolsonaro, isso porque , o prefeito soube que o Presidente ofendeu ele entre 4 paredes, em uma reunião Ministeral.

Todos contra a COVID-19:

Fonte: UOL