O drama dos macacos filhotes, que são escravizados e forçados a trabalhar até a morte


Devido a uma investigação realizada pela ONG ambientalista denominada People for the Ethical Treatment of Animals (PETA), pôde ser descoberto a escravização de macacos no sul da Tailândia, país localizado no sudoeste asiático. O local em questão é conhecido por ser um dos lugares de maior produção global de leite de coco e, em diversas das fazendas localizadas na região, os animais, infelizmente, são escravizados até a morte, sendo forçados pelos proprietários ao ofício da colheita dos frutos e, também, a realização de truques a fim de entreter os turistas que passam pelas localidades.

O drama dos macacos escravizados na Tailândia

A ONG responsável por investigar o caso encontrou ao menos 12 fazendas de produtores de coco e derivados que usam mão de obra escrava por meio dos macacos. Um dos casos que mais chocou a população foi o do pequeno Kulap, um filhotinho de macaco que foi retirado de sua família e foi escravizado durante toda a sua vida.

O macaco foi acorrentado pelo pescoço e, em seu frágil olhar, é perceptível o pânico e o medo. Na região em questão, o tráfico de macacos se mostra uma prática comum, existindo, até mesmo, escolas com o intuito de treinar os animais a realizarem atividades laborais, como a coleta de cocos, por exemplo.

Até mil cocos por dia

Os macacos que são escravizados no região são do tipo denominado cauda de porco. Eles são treinados para escalar com uma grande facilidade os altos coqueiros presentes no local, chegando a colher até mil unidades em um dia. De lá, tais alimentos, juntamente com seus derivados, são exportados para todos os cantos ao redor do planeta.

Como se não bastasse a escravização com a colheita do fruto, os animais são, ainda, forçados a aprender andar de bicicleta, fazer abdominais, atirar em cestas de basquetes, levantar pesos, dentre outras diversas práticas humilhantes, que se assemelham ao estilo circense.  O objetivo pro trás de tudo isso é simples: conseguir entreter os turistas que passam pelo local, fazendo com que eles possam dar dinheiro aos proprietários com as apresentações.

Veja algumas fotos:

Fonte: i7News