Michael Schumacher sai do coma e ganha exposição na Ferrari

Foto: Divulgação

Michael Schumacher é um dos assuntos mais comentados dos últimos dias, principalmente depois que foi revelado que o mesmo apresentou uma grande melhora, e não está mais em coma, e nem respira por aparelhos.

Para aumentar ainda mais a alegria dos fãs do ex-piloto, o museu da Ferrari em Maranello, na Itália, anunciou que estreará uma exposição dedicada ao heptacampeão a partir de 3 de janeiro de 2019.

A homenagem acontece por ocasião dos cinquenta anos do piloto que mais títulos deu à escuderia italiana. E de acordo com o site do museu, a exposição não é apenas uma celebração à vida do campeão, mas um símbolo de gratidão a todos os títulos que o piloto trouxe à escuderia.

No local, o ídolo vai ganhar salas com imagens da sua carreira, e dos vários recordes que quebrou nos diferentes circuitos ao redor do mundo. A ideia é mostrá-lo como o maior ferrarista de todos os tempos e também como importante consultor da escuderia nos anos anteriores ao grave acidente que sofreu enquanto esquiava nos alpes franceses no ano 2013.

Recordista de títulos

Michael Schumacher conquistou cinco títulos da Fórmula 1 de forma consecutiva, entre 2000 e 2004, um número que nunca foi batido. E mesmo com todo o seu acidente e sumiço da mídia, o ex-piloto coleciona milhares de admiradores por todo o planeta.

Fernanda Gentil fala sobre desejo de filho com sua mulher

Rebeca Abravanel e Alexandre Pato assumem namoro e passarão fim de ano juntos