Lembra do bebê que fumava 40 cigarros por dia? Veja como ele está atualmente


O pequeno Ardi Rizal, uma bebê nascido na Indonésia, passou três meses em tratamento para abandonar o cigarro que usava no lugar da chupeta.

Sua família é muito pobre, o pai do menino negou a acusação de ter incentivado seu filho a fumar.

A família que sobrevivia com apenas R$600,00 por mês, diz ter passado por apuros quando o bebê começou a fumar com apenas 18 meses, a mãe Diana, disse que tentou de tudo para fazê-lo parar de fumar.

Segundo ela, o filho se tornou o centro das atenções e com isso, ficou ainda mais difícil fazê-lo parar com o vício, que é alimentado pela maioria da população do país onde nasceu.

Preocupados com a saúde de Ardi, que tinha crises de abstinência graves, o governo indonésio decidiu enviar ele e seus pais para a reabilitação.

O garoto que chegou a fumar 40 cigarros por dia, fez uma bateria de exames e milagrosamente foi confirmado que seu pulmão estava limpo.

Ainda segundo informações, o cigarro da Indonésia é muito mais tóxico do que os demais.

Com o tratamento, ele parou de fumar. Mas, criou outro problema: o vício em comida e aos 5 anos, ele pesava 24 kg e aos 6 anos de idade, já estava com 30 kg.

Ardi então, passou por um tratamento de reeducação alimentar com acompanhamento de uma nutricionista e com muita determinação conseguiu perder os quilos extras.

Confira tudo na reportagem abaixo e veja como ele está depois do tratamento.

Hoje, após passar pelos dois tratamentos, Ardi é uma criança saudável, focado nos estudos e nos momentos livres, passa o tempo brincando com amigos.

Fonte: G1/ Glamour