Enquete: Bolsonaro quer volta às aulas em meio a pandemia, você mandará seus filhos as aulas? Vote Aqui


O presidente Jair Messias Bolsonaro (sem partido), anunciou no final da tarde desta quinta-feira, o novo ministro da Saúde, o médico oncologista Nelson Teich.

Nelson veio para substituir Mandetta que deixou o cargo após duros entraves com o presidente da República que não aceitava a maneira de como o ex-ministro vinha lidando com a pandemia da Covid-19.

O principal motivo da desavença entre Bolsonaro e Mandetta é o isolamento social que de acordo com o presidente é desnecessário.

Assim que anunciou o novo ministro da Saúde, o presidente voltou a defender o retorno as aulas.

Em todo Brasil as aulas foram suspensas e escolas fechadas por determinação dos governadores e prefeitos, medida esta que visa a contenção do avanço da pandemia.

Jair Bolsonaro insiste em bater na mesma tecla ao minimizar a Covid-19 em detrimento da economia.

Mal informado, o presidente Jair Messias Bolsonaro, afirmou que até o momento nenhuma criança menor de 10 anos, faleceu vítima da Covid-19.

No último sábado (11), uma bebê de 4 meses que morreu devido a Covid-19, na cidade de Taperoá, localizada no sertão do Cariri paraibano.

Mesmo com o número de casos confirmados do novo coronavírus no Brasil e com mais de 2 mil mortos vítima da Covid-19. Neste domingo (19), o Brasil tem 38.654 casos confirmados da Covid-19 e 2.462 óbitos.

Mesmo diante as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e de especialista de todo o mundo, que afirmam que o isolamento social é essencial para o combate a Covid-19, Bolsonaro quer a volta às aulas.

FIQUE EM CASA – Acompanhe ao vivo os números reais do Covid-19 no Brasil e no Mundo. Saiba mais sobre o coronavírus:

Fonte: Conversa Afiada