Deputada Flordelis é denunciada como mandante; 5 filhos dela e neta são presos


A morte do pastor Anderson do Carmo, teve uma nova reviravolta. Nesta segunda-feira, dia 24 de agosto, a Polícia do Rio de Janeiro, juntamente com o Ministério Público, prenderam nove pessoas suspeitas de estarem envolvidas no assassinato.

Para relembrar, o religioso foi morto e executado com 30 tiros. O crime aconteceu no ano passado, em 16 de junho.

De acordo com informações da força-tarefa, a viúva, Flordelis é a mandante do homicídio.

A deputada Flordelis não pôde ser presa, pois estava com imunidade parlamentar, o qual, somente flagrantes de crimes inafiançáveis podem ser presos.

A 3ª Vara Criminal de Niterói, expediu as prisões, onde aceitou a denuncia feita pela PM e tornou a deputada ré.

Além da viúva, também foram presos mais 5 filhos do casal: Simone, Carlos, André, Adriano e Marzy; e uma neta, Rayane.

O caso já teve 7 filhos presos, os quais são todos considerados réus para a justiça.

De acordo com informações da polícia, Flordelis já havia tentado matar o marido outras vezes. A mulher havia tentado matar seu companheiro, pelo menos 4 vezes, sendo uma delas, por envenenamento em sua comida.

O inquérito declarou que o pastor foi morto por questões financeira e por poder na família, já que o mesmo controlava todo o dinheiro do Ministério.

A deputada será indiciada por 5 crimes:

  • Homicídio triplamente qualificado, por meio cruel e impossibilidade de defesa da vítima;
  • Associação criminosa;
  • Falsidade ideológica;
  • Uso de documento falso;
  • Tentativa de homicídio, por tentar envenenar o companheiro.

Fonte: G1