Delegado da PF vai até Bolsonaro e apresenta relatório do caso Adélio com possível conclusão


Em 2018 enquanto fazia uma de suas campanhas eleitorais em Minas Gerais, o presidente Jair Messias Bolsonaro foi agredido com uma facada, a qual foi desferida por Adélio Bispo de Oliveira.

No final da manhã da última sexta-feira, dia 15, o delegado da Polícia Civil, Rodrigo Morais, foi até o Palácio do Alvorada e apresentou o relatório das investigações pra o presidente.

O Dr. Morais, responsável pelo inquérito foi levado ao Palácio do Planalto pelo ministro da Justiça, André Mendonça, acompanhado por Rolando Souza, diretor-geral da Polícia Federal, onde passaram a manhã toda lendo os relatórios.

Dois dias antes disso, na quarta-feira (13), esse novo relatório foi apresentado pela Polícia Federal  à Justiça Federal de Juiz de Fora – Minas Gerais.

De acordo com a confirmação do delegado, o caso já está sendo investigado pela segunda vez e novamente foi descartado que o crime tenha um mandante, sendo assim a conclusão é que Adélio agiu sozinho.

Uma cópia do relatório ficou com os advogados de Bolsonaro, até o momento desta edição, o presidente ainda não se pronunciou sobre a leitura e conclusão do relatório sobre o atentado à sua vida.

Todos contra a covid-19

Se cada um de nós fizer sua parte, venceremos a covid-19.

Fique em casa!

Fonte: O Globo