Coronavírus: preocupado com o povo, Bolsonaro afirma que auxílio à trabalhador pode triplicar


O presidente Jair Messias Bolsonaro (sem partido), afirmou na tarde desta quinta-feira (26), que acredita que o auxílio aos trabalhadores durante a pandemia do no coronavírus, a Covid-19, pode chegar a 600 reais.

Jair fez esta declaração diante do Palácio da Alvorada, ele ressaltou que a medida está em discussão no Congresso Nacional.

“Pode ser R$ 500, poder ser R$ 600. Eu estou falando com (o ministro da Economia) Paulo Guedes”, disse o presidente, afirmando que não sabe o real impacto do aumento da medida. Inicialmente, o governo queria propor uma ajuda de R$ 200.

De acordo com o portal de notícias online, Rodrigo Maia, já havia sinalizado a possibilidade de aumentar o valor do auxílio de 200 para 500 reais.

Como sempre, o presidente Bolsonaro, fez questão de mandar uma indireta para o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, (DEM-RJ), durante a conversa com os jornalistas e apoiadores, Jair disse que alguns “deputados, senadores e presidentes de poder” estariam fazendo “politicagem” em torno da crise do coronavírus.

Jair Bolsonaro afirmou que Rodrigo Maia ataca as medidas do governo, quando diz que ele e Guedes querem ajudar o mercado financeiro.

Por fim, o presidente revelou que não toma nenhuma decisão sem conversar com o ministro da Economia. “Estudamos isso hoje”, garantiu. Segundo o presidente, Paulo Guedes tem dito “que não vai faltar dinheiro para a saúde e educação”. “Não sei se ele falou se pra segurança também.”

SERVIÇO: