Como identificar os sintomas de câncer de mama em casa?


Infelizmente o câncer de mama atinge todos os anos novas mulheres, enquanto no mundo o percentual por ano de novos casos é de 25%, no Brasil esse índice é ainda maior e alarmante, sendo 29% segundo o Instituto Nacional de Câncer de mama (INCA).

Apesar dos sintomas mais comuns serem os mais noticiados, o câncer de mama possui várias formas e pode se apresentar variadamente a depender de cada tipo. Poucas pessoas sabem, mas o câncer de mama também atinge os homens, entrementes, a disparidade no número de mortes entre os dois gêneros é bastante considerável, os dados de 2017 mostram bem essa diferença.

  • Número total de mortes: 16.927
  • Mulheres 16.724 
  • Homens 203 

Para facilitar a identificação da doença o mais rápido possível e assim agilizar um possível tratamento que é oferecido gratuitamente pelo SUS (Sistema Único de Saúde), inúmeras campanhas são realizadas todos os anos pelo Ministério da Saúde junto ao INCA em postos de saúdes, escolas, repartições e televisão e mídia.

Sabendo da importância dessa conscientização e da divulgação ampla de informações relevantes, nós juntamos as melhores fontes para contribuir e enfatizar os cuidados que todas as mulheres devem ter com a sua saúde.

Os sintomas que podem ser observados ainda em casa:

Um dos sintomas mais comuns que e de fácil identificação da paciente é um nódulo no seio, é importante enfatizarmos que esse caroço não dói e acaba aparecendo sempre, cerca de 90% dos casos. Os outros sintomas podem confirmar a suspeita quando: há uma aparência de casca de laranja no seio ou uma diferença no mamilo e bico do peito.

Podem aparecer também nódulos nas axilas e pescoço e coceira, veias fáceis de serem observadas e que mudam de tamanho com o tempo. Atenção se há líquido saindo dos mamilos ou se o seio está avermelhado, com feridas ou houve mudanças na cor e tamanho da aréola.

Observar o próprio seio é o primeiro passo que a mulher deve dar para um autoexame, ele é imprescindível na detecção da doença na fase inicial e facilita o diagnóstico precoce e diminui drasticamente as chances de morte da paciente no caso de ser detectada a doença.

Se você encontrou em seu autoexame alguma anormalidade, o indicado é procurar um mastologista de imediato para a análise com o especialista, é lá que sua desconfiança poderá ser confirmada ou não.

Há como prevenir o câncer de mama?

Felizmente há formas de diminuir as chances de se ter câncer de mama, algumas delas são bastante mencionadas em qualquer orientação de vida saudável, são elas: prática regular de exercícios físicos, alimentação saudável, manter o peso sempre no nível adequado, amamentar, e evitar fazer uso de hormônios e anticoncepcionais.

Também é importante atentar-se para alguns fatores de risco, não ter tido filhos e possuir na família histórico de câncer de ovário ou de câncer de mama antes dos 50 anos de idade, consumo de bebida alcoólica,  menopausa após os 55 anos e a primeira menstruação antes dos 12 anos.