Celular com buracos na tela é a aposta de algumas empresas para 2020, confira essa novidade


O PriceBaba descobriu uma patente enviada para registro da fabricante chinesa de smartphones Vivo que mostra que a empresa estuda a possibilidade de lançar celulares com vários buracos na tela.

O buraco na tela para o uso da câmera frontal e sensores extras foi introduzido pela Samsung no Galaxy S10, lançado no início deste ano. Alguns meses depois, o Galaxy Note 10 repetiu a abordagem, trazendo um buraco menor e mais discreto.

A boa aceitação dos topos de linha da Sammy fez com que outras empresas adotassem o buraco na tela como uma alternativa eficaz e simples ao “extravagante” notch.

Até agora, as empresas haviam optado por um ou dois buracos na tela. Mas a patente da Vivo indica que a empresa quer dar um passo adiante, colocando até quatro buracos na frente dos smartphones, que poderão contribuir para o surgimento de câmeras frontais com vários sensores e funções de realidade aumentada.

Fonte: Slashgear/Reprodução

É interessante que o recurso lançado por uma empresa, talvez seja explorado para oferecer ainda mais funcionalidades de acordo com a visão de outra companhia.

Enquanto isso, outras fabricantes já estão estudando tecnologias para substituir o buraco na tela. É o caso da Xiaomi, que já demonstrou um protótipo que possui o sensor da câmera frontal sob a tela do celular.

Há alguns anos, o Moto Z já contava com vários sensores na frente do aparelho. A diferença é que eles não ficavam situados na parte da tela que é usada para exibir conteúdo.

Fonte: Slashgear/Reprodução

Já um celular atual, teria esses buracos ocupando uma parte da área da tela que entra em contato com nossos olhos frequentemente. Sendo assim, se esses sensores extras não trouxerem recursos realmente úteis, é possível que vários usuários evitem esses aparelhos com telas “multi-buracos”.

Fonte: Tec Mundo