Cantor e compositor brasileiro morre vítima de coronavírus e causa comoção: ‘Meus sentimentos’


A pandemia do novo coronavírus tem feito vítimas por todo o mundo. Já são mais 5 milhões de contaminados pelos quatro cantos do planeta e, ao todo, são mais de 300 mil mortos.

No Brasil, mais de 400 mil pessoas já foram contaminadas, cerca de cem mil conseguiram se recuperar e 27 mil acabaram não resistindo e vieram a óbito. Nesta última sexta-feira, 28 de maio, o Brasil teve que lidar com mais uma grande perda no cenário musical.

O grande cantor cearense, Evaldo Gouveia, acabou falecendo aos 91 anos após ser contaminado pelo novo coronavírus. Com muitas canções marcantes em sua carreira, o cantor já estava debilitado e lutava contra algumas sequelas após um Acidente Vascular Cerebral que sofreu em 2017.

Após começar a apresentar os sintomas do novo coronavírus, Evaldo precisou ser internado em um hospital particular do Ceará, no entanto, o artista acabou falecendo na unidade de saúde.

Evaldo iniciou sua carreira musical ainda muito novo, aos seis anos de idade, quando começou a participar de concursos artísticos. Ele ficou conhecido no Brasil por causa de sucessos como Sentimental Demais e O Mundo Melhor de Pixinguinha, que o consagraram no cenário musical.

Após a notícia do falecimento do cantor ser divulgada, o governador do Estado do Ceará, Camilo Santana, lamentou o ocorrido e prestou sua última homenagem.

“O Brasil perdeu hoje um de seus grandes artistas: o cantor e compositor cearense Evaldo Gouveia. Autor de clássicos como “Sentimental Demais”, “Brigas”, “O Trovador” e tantos outros, nosso conterrâneo encantou o país com todo o seu talento. Meus sentimentos aos familiares, amigos e fãs“, disse Camilo.

Fonte: Uol