Após sair do coma, Michael Schumacher seguirá passando por cuidados

Foto: Montagem/Divulgação

Michael Schmacher foi notícia na última semana após uma publicação do jornal britânico “Daily Mail” revelar que o ex-piloto não se encontra mais em coma.

A notícia foi bastante comemorada pelos fãs, porém, ficou a dúvida em relação ao seu estado de saúde, e o que ele terá que passar daqui pra frente.

Agora, o que se sabe é que Schmacher vai continuar com cuidados intensivos de enfermagem, algo que custa cerca de 50 mil libras por semana.

O que vem dificultando as informações em relação ao ex-piloto é a própria família. Por esse motivo, pouca coisa foi divulgada em relação ao estado do mesmo.

Em novembro, o tablóide britânico ‘Mirror’ teve acesso a uma declaração da porta-voz da família do piloto, Sabine Kehm: “De uma forma geral a imprensa nunca teve grande acesso à vida privada do Michael e da Corinna (esposa de Schumacher). Quando ele estava na Suíça, por exemplo, tornava-se óbvio que não queria ser incomodado. Uma vez, numa longa conversa me disse: “não precisa de me telefonar no próximo ano, vou desaparecer”. Acho que poder desaparecer um dia era o seu sonho secreto. É por isso que eu faço de tudo para que os seus desejos sejam cumpridos e não deixo que nada transpareça”.

O acidente

Quando Michael Schumacher e seu filho Mick estavam esquiando nos Alpes Suíços, em dezembro de 2013, o ídolo de Fórmula 1 acabou caindo e batendo a cabeça em uma pedra, o que o fez perder a consciência, e assim foi colocado em coma. Desde então, o que se sabia é ele era mantido por aparelhos, respirando através de tubos.

Treta? Veja o que Chris Flores fala de Ana Hickmann na Jovem Pan

César Tralli é vítima de assalto em bairro nobre de São Paulo