Antonia Fontenelle afirma que Sergio Moro deu um ‘tiro na testa’ e defende Bolsonaro: “acredito na reeleição dele”


Muito ativa nas redes sociais, a atriz Antonia Fontenelle está sempre utilizando seu perfil para interagir com seus seguidores e publicar imagens bem sensuais. Sem papas na língua, a youtuber constantemente vira tema de notícia nos sites de fofoca.

Recentemente, durante uma entrevista concedida à coluna do jornalista Leo Dias, no portal Metrópoles, a loira falou sobre um tema bem polêmico, política. A musa fez questão de reiterar seu apoio ao Presidente Jair Bolsonaro e ainda aproveitou para rebater algumas críticas que recebeu. Na ocasião, não apenas a atriz, mas todos os seus apoiadores, foram acusados de serem ‘gado’ do Presidente.

Sem titubear, Antonia Fontenelle, rebateu a alcunha e explicou o motivo pelo qual defende o Presidente. “Ser gado de alguém é coisa de gente fraca e acéfala, [então] não preciso dizer que esse não é o meu caso? Já discordei dele várias vezes, democracia é isso. Eu o defendo porque ainda não me apontaram uma alternativa melhor, e acho que vai demorar a ter. O Presidente é um cara que se preocupa com o povo, e não tem histórico de roubalheira. Resumindo, é o melhor que nós temos”, disse ela, se mostrando pró-Brasil e não pró-Bolsonaro.

A famosa falou ainda sobre a saída do ex-juiz Sérgio Moro, da lava Jato. “Moro não deu tiro no pé, Moro deu tiro na testa, se ele se candidatar a síndico de prédio pode até ser que ganhe, dependendo do prédio obviamente”.

Para finalizar, a beldade disse que, se a mídia e a oposição deixassem o Presidente da República trabalhar, o país poderia estar muito melhor. “O maior exemplo foi Celso de Melo ter autorizado o vídeo da reunião ministerial, só favoreceu o Presidente. Gol contra eles, graças a Deus. Por enquanto não enxergo nenhum candidato para bater de frente com Bolsonaro em 2022, certamente vão fabricar algum, mas vai ter que lutar”.

Perguntada sobre qual sua opinião sobre uma recandidatura de Jair Bolsonaro, a loira afirmou acreditar em uma nova vitória. “Hoje eu acredito na reeleição dele”.

Fonte: Áreavip