Ameaçado, William Bonner decide tomar triste decisão em sua vida


Um dos grandes prazeres prosaicos de um morador de uma grande cidade é poder, tranquilamente, tomar um café no balcão de uma padaria espalhada ao redor de seu bairro. Imagine-se, no entanto, que, de repente, uma mulher começa a xingá-lo, proferindo acusações caluniosas e difamadores para todos aqueles que estão ao redor. O ambiente, que outrora se mostrava prazeroso, se torna um grande constrangimento para vocês e os demais cidadãos que costumam frequentar o local. Tal agressão aconteceu em um sábado, na Lagoa, localizada na zona sul do Rio de Janeiro, contra o jornalista contratado pela Rede Globo, William Bonner. “Eu me senti culpado por incomodar, com aquela situação, quem estava comendo um simples pão na chapa”, desabafou o apresentador durante uma entrevista concedida para Pedro Bial.

William Bonner decidiu aderir a quarentena, realizando o distanciamento sociais meses antes da pandemia do novo coronavírus assolar a vida de milhões de brasileiros. O apresentador começou a evitar qualquer tipo de aparição em público. Antes de tal decisão, era algo comum se deparar com Bonner realizando passeios matinais em shoppings do Rio de Janeiro com sua mulher, Natasha Dantas, sendo flagrado, diversas vezes, almoçando com os filhos de seu casamento anterior, com a apresentadora Fátima Bernardes. No entanto, as coisas parecem ter mudado para o jornalista que, desde janeiro, não possui registros de tais momentos corriqueiros para qualquer cidadão. O temor de Bonner, no momento, não é somente de provocações verbais.

Em uma recente entrevista, Hugo Bonemer, primo de William Bonner, ressaltou que a família do apresentador está sendo alvo de ameaças. Tudo isso é devido a polarização político-ideológico que o Brasil está vivendo no momento, ocorrendo diversos atos extremos ao redor do território brasileiro, inclusive contra a vida.

Tamanho receio se deve, também, pelas diversas histórias envolvendo perseguições contra famosos nos tempos atuais. Um grande exemplo foi visto durante o dia 10 de junho, quando um homem armado com uma faca invadiu a emissora Globo e fez uma repórter Renata Vasconcellos de refém. Felizmente, a intervenção dos policiais resultaram em um final pacífico. No entanto, tal episódio foi capaz de acender uma luz vermelha entre a direção da Globo.

Devido a grande exposição nas telinhas brasileiras, junto do poder de decidir quais notícias ganharão destaque no Jornal Nacional, William Bonner, no momento, é visto como um dos jornalistas mais odiados da televisão brasileira, desagradando, em diversos momentos, tanto a ala da direita quanto da esquerda. Os maiores inimigos de Bonner parecem ser o atual presidente Jair Messias Bolsonaro e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, com ambos desafiando o apresentador para um confronto diante das câmeras.

Mesmo sendo sufocado devido à sua alta responsabilidade, Wlliam Bonner não dá indicativos que irá recuar. O apresentador se mostra magoado, estressado e indignado, no entanto, segue firme na linha de frente do jornalismo brasileiro.

O jornalista, de 56 anos de idade, possui o status, a fama e o dinheiro, entretanto, lhe falta a liberdade e tranquilidade de comer um simples pão na chapa na pandoca da esquina sem o privilégio de não ser incomodado.

Suposto perdão da Globo ao PT reacende guerra Lula x Bonner

No dia 11 de julho, O Globo publicou um artigo escrito pelo colunista Ascânio Seleme, com o título ‘É hora de perdoar o PT’, aonde afirmava que o ódio dirigido para o partido, no momento atual, não mostra fazer mais sentido e, caso o país queria seguir seu destino de nação tolerante, democrática e soberana, isso deverá ser reconsiderado.

A mensagem realizada, como era de se esperar, gerou uma enorme repercussão ao redor das redes sociais. O deputado federal Rogério Correia (PT) se mostrou inconformado com a escritura, dizendo que a Globo deveria pedir desculpas, ao invés de falar em perdão ao PT.

Fonte: Terra; Terra;